Campeonato Nacional 2ª Divisão Masculina

SÉRIE 1

 2ª JORNADA

 CTM Mirandela 4 / CTM Chaves 1

Club Vila Real 0 / C. P. Alvito 4

 

A 2ª jornada ficou marcada pelo encontro entre as equipas do CTM Mirandela (B) e o CTM Chaves, tendo o resultado final registado os mesmos números do confronto entre as equipas femininas dos dois clubes: 4 – 1 a favor dos da casa.

 Destaque para o atleta vilarealense Pedro Varejão (cadete de 2º ano) que, na presente época, reforça as fileiras do CTM Mirandela.

 O duplo encontro vivido em Mirandela constituiu uma excelente jornada de confraternização para atletas, técnicos e dirigentes, numa prova clara de que a rivalidade desportiva pode e deve coabitar sempre com o bom relacionamento e a amizade entre todos os agentes envolvidos.

 Enquanto decorria este encontro, o Club de Vila Real disputava no Ginásio do Centro Escolar da Araucária, a partida que o opôs à C. P. Alvito (Braga), tendo o resultado final sido favorável aos forasteiros pela margem de 4-0.

 ———————————————————————————————————————————————————-

 3ª JORNADA

  CRC Neves 4 / CTM Mirandela B 3

CTM Chaves 0 / Vitória Guimarães 4

 

Na 3ª jornada do Campeonato Nacional da 2ª divisão, disputada no dia 3 de Novembro,  as equipas transmontanas não conseguiram ultrapassar os seus adversários minhotos, enquanto o Club Vila Real descansou.

 ———————————————————————————————————————————————————-

4ª JORNADA

Távola Cepeda 4 / CTM Chaves 1

CTM Mirandela B 4 / C P Alvito 2

ADR Outeirense 4 / Club Vila Real 0

Vitória Guimarães  4 / C.R.C. Neves 0

 

O principal destaque da jornada, no que aos clubes transmontanos diz respeito, vai para a vitória caseira do CTM Mirandela (B) que derrotou a experiente equipa da CP Alvito.

Aguardava-se com alguma expectativa o encontro que o CTM Chaves ia disputar a Paredes mas o resultado final acabou por não refletir a proximidade de valores das duas equipas.

Por sua vez o Club Vila Real defrontou umas das mais fortes formações da Série 1 da 2ª Divisão e não conseguiu pontuar.

A principal atração da próxima jornada é a recepção do Club Vila Real ao CTM Mirandela (B), marcado para sábado no Centro Escolar de Araucária, enquanto o CTM Chaves recebe a CP Barroselas.

 ———————————————————————————————————————————————————-

 5ª JORNADA

Club Vila Real  1 / CTM Mirandela (B)  4

CTM Chaves  4  / CP Barroselas  2

CP Alvito  4 / Vitória Guimarães  1

CR Neves  4 –  Távola Cepeda  3

 

O par Francisco Moura / João ImaginárioO par Francisco Moura / João Imaginário

Ao vencer, este sábado, o CP Barroselas por claro 4/2, a equipa do CTM Chaves, constituída exclusivamente por atletas da sua escola de formação, deu um passo muito importante na luta pela manutenção na 2ª divisão nacional.

A juventude, aliada à excelente técnica e à experiência destes jovens praticantes, é a uma garantia de futuro para o Ténis de Mesa na cidade de Chaves.

Depois de na semana passada terem perdido em Paredes, era muito importante obter um resultado positivo e imediato, para demonstrar a verdadeira qualidade da equipa flaviense e, ao mesmo tempo, injetar ânimo para os difíceis confrontos que se avizinham.

Club Vila Real / CTM ChavesClub Vila Real / CTM Mirandela

A quinta jornada ficou marcada por novo encontro entre equipas da ATMVR. Desta vez coube ao CTM Mirandela deslocar-se ao recinto do Club Vila Real, onde conseguiu o mesmo resultado que tinha obtido na segunda jornada quando defrontou o CTM Chaves (4/1).

Com esta vitória a jovem equipa mirandelense passa a ocupar, à condição, o primeiro lugar, aguardando-se com grande expectativa a próxima jornada, na qual vai defrontar a ainda invicta formação do Outeirense.

Todos os encontros que o Club Vila Real disputou até ao momento foram com equipas situadas na primeira metade da tabela, aguardando-se uma subida na classificação nas próximas jornadas.

 ———————————————————————————————————————————————————-

6ª JORNADA

Vitória Guimarães  4  /  Club Vila Real  0

CTM Mirandela (B)  2  /  ADR Outeirense  4

CP Barroselas  4 / CRC Neves  3

Távola Cepeda  4 / CP Alvito  1

Numa jornada em que o CTM Chaves descansou, as restantes equipas transmontanas não foram felizes, tendo sido ambas derrotadas.

Vitor Romão / Artur MonteiroVitor Romão / Artur Monteiro

Pelas 15 horas de sábado, dia 01 de Dezembro, o Club Vila Real disputou em Guimarães, frente ao Vitória local, um encontro em que não se anteviam facilidades, dada a posição classificativa de ambas as formações. E efetivamente foi o que aconteceu. Os homens da casa venceram por 4-0, tendo o ainda cadete Francisco Taveira conseguido “meter” um set na partida que disputou.

Os três próximos encontros, últimos da primeira volta, serão disputados contra as equipas que se situam imediatamente a seguir na classificação, o que poderá pressupôr maior equilíbrio competitivo.

Uma hora depois teve início no Pavilhão da Reginorde o encontro que opôs a equipa local à forte formação da A.D.R. Outeirense, da ATM Braga, que se apresentava invicta, assumindo-se como uma das principais candidatas a vencer a Série 1 do Nacional de 2ª divisão.

Aplausos vindos do bancoAplausos vindos do banco

Constituída exclusivamente por atletas da sua escola de formação, a equipa transmontana não começou bem, perdendo a primeira partida por 3-2, o que, irremediavelmente, acabou por marcar o desfecho final, frente a um conjunto de bons e experientes atletas, nos quais se destacou o Paulo Silva com duas vitórias individuais e uma nos pares.

O Open de Portugal e a época natalícia vão fazer parar este Campeonato, estando agendado para o dia 12 de Janeiro o próximo encontro do CTM Mirandela (B), com a difícil deslocação a casa do Vitória de Guimarães.

 

———————————————————————————————————————————————————-

7ª JORNADA

Club Vila Real  3  –  Távola Cepeda  4

C.R.C. Neves  4  –  CTM Chaves  0 

A.D.R. Outeirense  3  –  Vitória Guimarães  4

C.P. Alvito  4  – C.P. Barroselas  1

Tal como prevíramos, o Club Vila Real iniciou este fim de semana uma série de três jornadas onde irá encontrar formações com as quais poderá discutir o resultado. E foi o que aconteceu hoje no encontro em que recebeu o Távola Cepêda, com o marcador final a favorecer os visitantes pela margem mínima (3/4). O equilíbrio foi a nota dominante e é nestas ocasiões que o factor sorte é muitas vezes necessário para decidir o vencedor.

Aguarda-se que na deslocação a Barroselas, no próximo fim de semana, o CVR consiga rectificar este resultado negativo.

O CTM Chaves visitou o Neves e foi derrotado pela margem máxima. É um resultado demasiado pesado e que não espelha o real valor das duas equipas, apesar de se reconhecer que, no momento atual, a formação minhota apresenta melhores argumentos. A equipa flaviense é composta por atletas ainda muito jovens, com elevada margem de progressão e é essa juventude que poderá estar na base de alguns resultados menos conseguidos.

Na próxima jornada o CTM Chaves recebe a forte equipa de Alvito, aguardando-se naturais dificuldades. 

 ——————————————————————————————————————————————————————-

 8ª JORNADA

 Vitória Guimarães  4  –  CTM Mirandela  2

C.P. Barroselas  4  – Club Vila Real  0

CTM Chaves  0  – C.P. Alvito  4

Távola C. Cepeda  0  –  A.D.R. Outeirense  4

A deslocação do CTM Mirandela a casa do atual comandante não correu da melhor forma e não conseguiram evitar a derrota. A equipa anfitriã, recheada de bons e experientes atletas, conseguiu impôr-se à extrema juventude da formação mirandelense, apesar da excelente réplica dos transmontanos, traduzida nas duas partidas conquistadas.

A título de curiosidade refira-se que os atletas que alinharam pela equipa do CTM Mirandela foram exatamente os mesmos que, no passado fim de semana se sagraram Campeões Juniores Masculinos da ATMVR.

O CTM Chaves fez “descansar” os seus atletas juniores e lançou uma equipa extremamente jovem, não conseguindo resistir ao poderio da equipa da C.P. Alvito, averbando mais uma derrota. A equipa forasteira, recheada de excelentes praticantes, está a fazer um campeonato tranquilo, não se intrometendo na luta pelos primeiros lugares do grupo mas, ao mesmo tempo, afastando-se da cauda da tabela classificativa.

CP Barroselas - Club Vila Real

O Club Vila Real deslocou-se a Barroselas, antepenúltimo classificado do Campeonato, aguardando-se com natural expectativa a conquista de pontos, importantíssimos na luta pela manutenção. Apesar da boa réplica verificada nos parciais, o certo é que o resultado final, traduzido na derrota pela margem máxima, vem acentuar a dificuldade que a formação vilarealense tem demonstrado em largar o último lugar da tabela.

Na próxima jornada, agendada para as 16.00 horas do dia 26 de Janeiro no polivalente da Escola de Araucária, o Club Vila Real recebe o CTM Chaves, encontro que servirá para definir os últimos dois lugares no final da primeira volta do Campeonato.

  ——————————————————————————————————————————————————————

9ª JORNADA

Club Vila Real 2  – CTM Chaves  4

CTM Mirandela 4  – Távola C. Cepeda  0

A.D.R. Outeirense  4  – C.P. Barroselas  0

C.P. Alvito  4  – C.R.C. Neves  1

Terminou este sábado, dia 26 de Janeiro, a primeira volta do Campeonato Nacional da 2ª Divisão – Seniores Masculinos, no qual participam três equipas da ATMVR. Em jeito de balanço, facilmente se concluiu que existe uma enorme diferença de potencial entre as equipas que se situam no primeiro terço da tabela e as restantes, com destaque, pela negativa, para as equipas do CTM Chaves e do Club Vila Real.

Ditou o sorteio que estas duas formações transmontanas se encontrassem na última jornada, com a deslocação da equipa flaviense a Vila Real.

O encontro começou melhor para o Club Vila Real que conseguiu a vantagem de 2-0 mas os atletas do CTM Chaves reagiram da melhor forma, acabando por vencer por 2-4.

De registar que a formação vilarealense fez alinhar o seu atleta estrangeiro, o ucraniano Oleksandr Stanko, enquanto os forasteiros se apresentaram com o romeno Stefan Moraru, o que veio emprestar um maior nível qualitativo ao encontro.

Por seu lado o CTM Mirandela recebeu e venceu pela margem máxima o Távola C. Cepeda, através de uma exibição segura dos seus jovens atletas, provando que o 3º lugar no final da primeira volta não é obra do acaso mas sim fruto de um excelente e continuado trabalho junto das classes de formação.

——————————————————————————————————————————————————————–

10ª JORNADA

Club Vila Real  1 – C.R.C.Neves  4

A.D.R.Outeirense  4 – C.T.M.Chaves 0

Vitória de Guimarães  4 – Tavola C. Cepeda 1

C.T.M.Mirandela (B)  4 – C.P.Barroselas 0

A décima jornada do Nacional de 2ª divisão teve a particularidade de colocar frente a frente as quatro primeiras equipas e as quatro últimas, tendo os resultados servido para aumentar o fosso pontual que as separa.

Se, por um lado, o Club Vila Real parece cimentar o seu lugar na cauda da tabela, tudo aponta, por outro, para que as equipas do Távola C. Cepeda, da C.P. Barroselas e do CTM Chaves venham a disputar entre elas o sexto lugar, passaporte garantido para a manutenção no Nacional.

O CTM Mirandela, não contando com o seu atleta Pedro Fraga, que neste fim de semana foi promovido à equipa “A”, fez alinhar, pela primeira vez em partidas individuais, o cadete Daniel Machado, o qual deu muito boa conta do recado, vencendo o seu opositor por 3-0.

O CTM Chaves deslocou-se a casa do comandante A.D.R. Outeirense e confirmou os méritos do adversário, tendo saído derrotado por 4-0.

O Culb Vila Real recebeu o C.R.C. Neves e apenas conseguiu vencer a partida de pares.

A próxima jornada, a disputar apenas no dia 09/Março, oferece-nos um “fraterno” CTM Chaves / CTM Mirandela, enquanto o Club Vila Real se desloca ao Minho para defrontar a sempre complicada equipa da C.P. Alvito.

——————————————————————————————————————————————————————–

11ª JORNADA

C.P.Barroselas  0 – Vitória de Guimarães  4

C.R.C.Neves  0 – A.D.R.Outeirense  4

C.P.Alvito  4 – Club Vila Real 0

C.T.M.Chaves  0 – C.T.M.Mirandela (B)  4

Regressou este sabado, dia 09 de Março, o Campeonato Nacional da 2ª divisão, que não trouxe qualquer surpresa. Bem pelo contrário, serviu para uma demonstração de força das melhores equipas, obrigando as menos apetrechadas a fixarem-se nos últimos lugares da tabela.

O CTM Chaves recebeu o CTM Mirandela e não conseguiu apresentar argumentos suficientes para contrariar a mais valia técnica da equipa mirandelense que ocupa, de momento o terceiro lugar.

Ambas as equipas apresentaram atletas muito jovens, todos oriundos das suas escolas de formação, o que é algo de muito positivo.

Entretanto o Club Vila Real deslocou-se a Alvito e contabilizou nova derrota o que cimenta a sua posição na cauda da tabela classificativa.

——————————————————————————————————————————————————————–

13ª JORNADA

CTM Chaves  1 – Távola Castelões Cepeda  4

C.R.C. Neves  0  – Vitória Guimarães  4

Club Vila Real  1  – A.D.R. Outeirense  4

C.P. Alvito  1  –  CTM Mirandela  4

Numa altura em que começam a definir-se, de forma clara, as posições das equipas que vão disputar o Play Off para atribuição do título de Campeão Nacional de 2ª divisão e daquelas que terão que disputar o Play Off para não descerem, tudo indica qiue o CTM Mirandela possa estar no primeiro grupo, enquanto o CTM Chaves e o Club Vila Real deverão integrar este último.

No dia 29 de março o CTM Mirandela deslocou-se a Alvito onde obteve importante vitória por 4/1, sobre o seu mais direto adversário na luta por um lugar no pódio. Constituído exclusivamente por atletas da sua escola, o clube transmontano não deu qualquer hipótese frente ao clube minhoto, um dos mais fortes da 2ª divisão.

No mesmo dia o Club Vila Real recebeu o Outeirense, um dos lideres da classificação, não tendo podido contrariar o favoritismo  adversário e acabou derrotado por 4/1.

Por sua vez e já no dia 30 de março o CTM Chaves recebeu o Távola Castelões Cepeda, um adversário do “seu campeonato”, com quem perdeu por 4/1. Para o acentuado desnível do resultado final muito terá contribuído a ausência de alguns dos melhores atletas flavienses.

Na próxima jornada, que terá lugar no dia 06 de abril, o Pavilhão da Reginorde vai ser palco de um sempre aguardado CTM Mirandela B / Club Vila Real, enquanto o CTM Chaves vai a Barroselas defrontar a equipa que o precede na tabela classificativa.

———————————————————————————————————————————————————————-

 14ª JORNADA

Vitória Guinarães  4  –  C.P. Alvito  3

Távola C. Cepêda  3  –  C.R.C. Neves  4

C.P. Barroselas  3  –  CTM Chaves  4

CTM Mirandela B  4  –  Club Vila Real  0

A principal nota de destaque da jornada do dia 06 de Abril vai para a vitória do CTM Chaves em casa da C.P. Barroselas, seu adversário direto na luta pela 7ª posição que dará um lugar privilegiado na play off final. Na primeira volta a formação flaviense já tinha vencido or 4/2, o que lhe dá vantagem em eventual igualdade pontual no final do Campeonato.

No Pavilhão da Reginorde em Mirandela, a jovem formação do CTM recebeu e bateu pela margem máxima o Club Vila Real que se apresentou com apenas dois atletas no encontro. Enquanto os visitados cimentam claramente a sua 3ª posição, a equipa vilarealense dá mais um passo negativo na presente campanha, afastando-se mais da penúltima posição.

No próximo sabado, dia 13 de Abril, enquanto o CTM Chaves descansa, o CTM Mirandela desloca-se a casa do Outeirense e o Club Vila Real recebe no Centro Escolar de Araucária o Vitória de Guimarães, atual líder do Campeonato. Trata-se de uma jornada muito complicada para as aspirações das cores transmontanas, prevendo-se que não haja qualquer alteração na tabela classificativa.

——————————————————————————————————————————————————————–

15ª JORNADA

C.R.C. Neves  4  –  C.P. Barroselas  1

C.P. Alvito  4  –  Távola C. Cepêda  3

Club Vila Real  0  –  Vitória Guimarães  4

A.D.R. Outeirense  4  –  CTM Mirandela B  1

O CTM Mirandela não conseguiu ultrapassar o difícil obstáculo que dá pelo nome de A.D.R. Outeirense, apesar das boas prestações dos seus jovens atletas, com destaque para o jovem Francisco Moreira que venceu o Paulo Silva, atleta colocado na primeira posição da equipa minhota.

Com este resultado o CTM Mirandela continua a ocupar a terceira posição da tabela classificativa que, a manter-se, irá proporcionar-lhe acesso ao play off que ditará o Campeão Nacional da 2ª Divisão.

Por sua vez, com a derrota frente à equipa do Vitória de Guimarães, o Club Vila Real caiu definitivamente na zona do play off que ditará a descida de divisão. Quando faltam disputar apenas 9 pontos, ao Club Vila Real não resta mais do que tentar a melhor classificação possível para ocupar um lugar mais favorável nessa fase final. A próxima jornada, que levará a equipa vilarealense a Paredes para defrontar o Távola C. Castelões, é a primeira das 3 finais que aguardam a turma transmontana.

O CTM Chaves descansou antes da receção à equipa do C.R.C. Neves, agendada para o próximo dia 27 de Abril.

——————————————————————————————————————————————————————–

 16ª JORNADA

CTM Chaves  2  –  CRC Neves  4

Távola C. Cepêda  4  – Club Vila Real  1

Vitória Guimarães  0  –  CP Outeirense  4

CP Barroselas  0  –  CP Alvito  4

Numa jornada em que o CTM Mirandela descansou, o dia 27 de Abril ficou marcado por nova derrota das restantes equipas transmontanas.

O CTM Chaves recebeu o CRC Neves e, após um início muito forte em que conseguiu a vantagem de 2-0, não foi capaz de manter o ritmo, acabando derrotado por 2-4, frente a um clube que irá terminar o Campeonato a meio da tabela. Com esta derrota os flavienses comprometeram em definitivo a possibilidade de fugir ao play off de descida, restando saber se vão entregar o grupo dos 7º ou 8º classificados.

Por sua vez o Club Vila Real não conseguiu melhor na sua deslocação a Paredes, onde foi derrotado (1/4) pela equipa do Távola Castelões de Cepeda. Com mais este desaire os vilarealenses assumiram a sua última posição da Série 1, o que os irá obrigar a disputar o play off com os 9º classificados das Séries 2 e 3, procurando a fuga à despromoção.

A participação das equipas na 2ª divisão nacional, segundo opinião de alguns dirigentes e técnicos, tem como objetivo principal proporcionar aos seus atletas mais jovens uma maior rodagem competitiva, servindo de prolongamento às suas excelentes escolas de formação, Neste aspeto, genericamente, o objetivo está plenamente atingido.

—————————————————————————————————————————————————————————————

17ª JORNADA

CP Alvito  4  –  CTM Chaves  1

Club Vila Real  2  – CP Barroselas  4

ADR Outeirense  4 – Távola Cepêda  1

CTM Mirandela B  4  –  Vitória Guimarães  1


Neste sábado, 04 de Maio de 2013, o CTM Mirandela B recebeu no Pavilhão Reginorde a forte equipa do Vitória Guimarães, uma das melhores formações da 2ª divisão. Os jovens mirandelenses impuseram-se de forma brilhante, não dando qualquer hipótese de resposta aos seus experientes adversários. Ao longo da época a equipa transmontana foi aumentando o seu nível técnico e também os seus índices de confiança, o que lhe confere o direito de ser considerada uma das candidatas à vitória no Play Off a disputar nos dias 8 e 9 de Junho em Lisboa.

O Club Vila Real recebeu a CP Barroselas a quem não foi capaz de vencer, apesar da boa réplica oferecida. O CVR apresentou um conjunto formado por atletas muito experientes, denotando-se a falta de alguma frescura, agora que se encontram disputados 15 encontros.  

O CTM Chaves foi a Alvito defrontar o clube local não tendo conseguido evitar a derrota, frente a uma formação de bom nível que ocupa um lugar tranquilo na tabela classificativa. Os flavienses voltaram a apresentar uma equipa constituída exclusivamente por atletas cadetes e juniores, com grande margem de progressão e que, por certo, em próximas épocas, poderão conquistar muitas alegrias para o clube.

Na próxima jornada haverá um sempre apetecível CTM Chaves / Club Vila Real. O resultado final não influenciará a última posição dos vilarealenses mas será decisivo para a classificação final da turma flaviense. Em caso de vitória o CTM Chaves poderá terminar o campeonato em 7º, enquanto uma derrota implacará a 8ª posição.  

—————————————————————————————————————————————————————————————

ENCONTRO EM ATRASO

 CTM Mirandela B  4  –  CRC Neves  0


Num encontro em atraso da 12ª jornada o CTM Mirandela B recebeu e venceu, sem qualquer dificuldade, a turma do CRC Neves, conforme os 4/0 finais bem demonstram.

Com este resultado e quando apenas falta disputar uma ronda, o CTM Mirandela B assegurou em definitivo a 3ª posição, o que lhe vai permitir disputar o título de Campeão Nacional da 2ª Divisão nos dias 8, 9 e 10 de Junho, no Pavilhão da Luz em Lisboa.

______________________________________________________________________________________________________

18ª JORNADA

C.P.Barroselas  0  –  A.D.R.Outeirense  4

C.T.M.Chaves  4  –  Club Vila Real  1

C.R.C.Neves  1  –  C.P.Alvito  4

Távola C. Cepeda  0  –  C.T.M.Mirandela (B)  4


Terminou hoje, dia 18 de Maio, a fase regular do Campeonbato Nacional da 2ª divisão masculina.

A jovem equipa do CTM Mirandedla, em excelente momento de forma, deslocou-se a Paredes onde derrotou, sem qualquer dificuldade o Távola Cepêda por expressivo 4/0. Com esta ponta final fortíssima ficou bem patente a qualidade da turma mirandelense, capaz de provocar alguma boa surpresa no Play Off que ditará o título de Campeão Nacional.

Entretanto o CTM Chaves, assente num grupo formado por cadetes e juniores, impôs-se deforma clara ao Club Vila Real, triunfando por 4/1 e garantindo o 7º lugar final, com os mesmos pontos da CP Barroselas.

Irremediavelmente colado ao último lugar da classificação, sem qualquer vitória nos 16 encontros disputados e sem hipótese de alterar essa posição, o Club Vila Real limitou-se a cumpririr calendário, voltando a apresentar uma equipa formada por atletas que evidenciam alguma falta de frescura para um campeonato tão extenso.

Como nota saliente deste encontro refira-se, apenas, a presença de um árbitro oficial, algo inédito ao longo de toda a época. Não sabemos, nem estamos muito interessados em saber, o que motivou esta nomeação para um encontro entre os dois últimos classificados da tabela, quando, eventualmente, a sua presença seria mais necessária noutros locais, pelo que nos limitamos a agradecer a nomeação do Sr. Santos, pois trata-se de um amigo de Trás-os-Montes. Pela nossa parte também gostamos muito de o ter por cá.

Nos próximos dias 8, 9 e 10 de Junho, em Lisboa, o CTM Mirandela vai tentar alcançar o título de Campeão Nacional da 2ª divisão, enquangto o CTM Chaves no grupo dos 7ºs e o Club Vila Real no grupo dos 9ºs tentarão a manutenção.

Para todos eles a ATMVR deseja os maiores êxitos desportivos.

———————————————————————————————————————————————————————————————– 

CLASSIFICAÇÃO FINAL – 1ª FASE

  Cl                Clubes               J     V     D     FC     Partidas     Pts  
    1º A.D.R. Outeirense   16    15     1       0          63/12      46
    2º Vitória Guimarães   16    13     3       0          54/23      42
    3º CTM Mirandela B   16    12     4       0          56/22      40
    4º C.P. Alvito   16    10     6       0          49/32      36
    5º C.R.C. Neves   16     8     8       0          37/45      32
    6º Távola C. Cepeda   16     6    10       0          38/47      28
    7º CTM Chaves   16     4    12       0          23/56      24
    8º C.P. Barroselas   16     4    12       0          24/55      24
    9º Club Vila Real   16     0    16       0          12/64      16

 

FASE FINAL

O CTM Mirandela / B deslocou-se ao Pavilhão da Luz onde disputou o título de Campeão Nacional da 2ª divisão, não tendo conseguido atingir o seu objetivo.

Após vencerem Os Catedráticos (4/1) no Mapa de Apuramento, defrontaram e perderam com a equipa do Sporting CP /B por 2/4.

FASE DE MANUTENÇÃO

Ao decidir não comparecer na Fase de Manutenção, o CTM Chaves assinou de imediato a descida aos Campeonatos Distritais da próxima época.

Por sua vez o Club Vila Real esteve presente mas não foi capaz de superar os obstáculos que lhe foram colocados pelos seus adversários diretos, tendo perdido os seguintes encontros: NCR Valongo (1/4), GD Vilar de Paraíso (1/4) e GR Realidade (0/4).

Com estes resultados o Club Vila Real desce, igualmente aos Distritais.